Sinais e Sintomas

crayon drawing of a woman sitting down

Sinais e sintomas da febre de Lassa ocorrem tipicamente 1-3 semanas após o paciente entrar em contacto com o vírus. Para a maioria das infecções pelo vírus da febre de Lassa (aproximadamente 80%), os sintomas são ligeiros e não são diagnosticados. Os sintomas ligeiros incluem febre ligeira, mal-estar geral e fraqueza, e dor de cabeça. Em 20% dos indivíduos infectados, contudo, a doença pode progredir para sintomas mais graves incluindo hemorragia (nas gengivas, olhos, ou nariz, como exemplos), angústia respiratória, vómitos repetidos, inchaço facial, dor no peito, costas, e abdómen, e choque. Também foram descritos problemas neurológicos, incluindo perda auditiva, tremores e encefalite. A morte pode ocorrer dentro de duas semanas após o início dos sintomas devido a falência de múltiplos órgãos.

A complicação mais comum da febre de Lassa é a surdez. Vários graus de surdez ocorrem em aproximadamente um terço das infecções, e em muitos casos a perda de audição é permanente. Tanto quanto se sabe, a gravidade da doença não afecta esta complicação: a surdez pode desenvolver-se tanto em casos ligeiros como em casos graves.

Aproximadamente 15%-20% dos pacientes hospitalizados por causa da febre de Lassa morrem devido à doença. No entanto, apenas 1% de todas as infecções pelo vírus Lassa resultam em morte. As taxas de mortalidade das mulheres no terceiro trimestre de gravidez são particularmente elevadas. O aborto espontâneo é uma complicação grave da infecção com uma mortalidade estimada em 95% em fetos de mães grávidas infectadas.

p>Porque os sintomas da febre de Lassa são tão variados e inespecíficos, o diagnóstico clínico é muitas vezes difícil. A febre de Lassa está também associada a epidemias ocasionais, durante as quais a taxa de fatalidade do caso pode atingir 50% em doentes hospitalizados.