Revisão artigoEspectro e tratamento de infecções anaeróbias

Anaeróbios são os componentes mais predominantes da flora bacteriana normal da pele humana e das mucosas, e são uma causa frequente de infecções bacterianas endógenas. As infecções anaeróbias podem ocorrer em todos os locais do corpo: sistema nervoso central, cavidade oral, cabeça e pescoço, peito, abdómen, pélvis, pele e tecidos moles. O tratamento da infecção anaeróbica é complicado pelo seu lento crescimento em cultura, pela sua natureza polimicrobiana e pela sua crescente resistência aos antimicrobianos. A terapia antimicrobiana é frequentemente a única forma de terapia necessária, enquanto que noutras é um complemento importante para a drenagem e cirurgia. Uma vez que os anaeróbios são geralmente isolados misturados com aeróbios, os antimicrobianos escolhidos devem proporcionar uma cobertura adequada de ambos. Os antimicrobianos mais eficazes contra os anaeróbios são: metronidazol, os carbapenems (imipenem, meropenem, doripenem, ertapenem), cloranfenicol, as combinações de uma penicilina e um inibidor da beta-lactamase (ampicilina ou ticarcilina mais clavulanato, amoxicilina mais sulfactam, piperacilina mais tazobactam), tigeciclina, cefoxitina e clindamicina.