Marxismo e Alienação

Alienação é a transformação do próprio trabalho das pessoas num poder que as governa como se fosse por uma espécie de lei natural ou supra-humana. A origem da alienação é o fetichismo da mercadoria – a crença de que as coisas inanimadas (mercadorias) têm poderes humanos (isto é, valor) capazes de governar a actividade dos seres humanos.

Alienação é uma ideia desenvolvida pelo jovem Marx nos Manuscritos Económicos e Filosóficos de 1844 e mais tarde desenvolvida na sua crítica da economia política na Capital.

Marx desenvolveu a ideia a partir do seu estudo de Hegel. Hegel acreditava que a história era a manifestação do movimento do Espírito actuando “nas costas” dos actores da história; Marx, contudo, sustentava que o “Espírito” de Hegel era nada mais nada menos do que a própria actividade humana.

Do M.I.A. Enciclopédia:

“Alienação” & “Fetichismo das Mercadorias”

Marx

Manuscritos de Trabalho Estranho, Económico e Filosófico de 1844
Private Property & Comunismo, 1844 Manuscritos
Crítica da Filosofia de Hegel em Geral, 1844 Manuscritos
Crítica da Filosofia de Hegel de Direito, 1843
Comentário sobre James Mill, 1844
O Fetichismo das Mercadorias, Capítulo 1, Capital
A Grundrisse
O “Capítulo Seis omitido” da Capital
A Ideologia Alemã
/p>

Marxistas

p>Reificação e a Consciência do Proletariado, Georg Lukács, 1923
A Teoria Geral do Direito e do Marxismo, Evgeny Pashukanis, 1924
The Young Hegel, Georg Lukács, 1938
Marx on Alienated Labour, Herbert Marcuse, 1941
Reificação das Pessoas e o Fetichismo das Mercadorias, Raya Dunayevskaya, 1943
A Teoria da Alienação: Marx’s Debt to Hegel, Raya Dunayevskaya
Alienação, George Novack
Fetichismo, George Novack
Alienação na Sociedade Capitalista, Cornelius Castoriadis, 1955
A Alienação do Homem Moderno. An Interpretation Based on Marx And Tönnies, Pappenheim, 1959
Alienação, Erich Fromm
Freedom and Fetishism, Marshall Berman, 1963
Reificação, Gajo Petrović, 1965
Teoria da Alienação de Marx, István Mészáros, 1970
A noção de fetichismo de mercadorias de Marx, Geoffrey Pilling, 1980
Introdução a Lucien Seve’s The Begin with the Ends, 2000
>/p>

Psicologia Marxista

p>Espectros de Marx, Jacques Derrida 1994
Espírito em auto-estrangulamento, Fenomenologia, Hegel 1807
Alienação da Propriedade, Filosofia do Direito, Hegel, 1821
>/p>